Carrinho de compras

0

Seu carrinho de compras está vazio

Vá a loja

TIPOS DE DIETAS: ENTENDA AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS E O IMPACTO PARA O SEU CORPO

Por: :Iuri Torquato 0 comentários
TIPOS DE DIETAS: ENTENDA AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS E O IMPACTO PARA O SEU CORPO

A palavra dieta muitas das vezes pode ser interpretada de forma equivocada e ser vista como sinônimo de restrição e privação. Contudo, podemos defini-la como um conjunto de bebidas e alimentos ingeridos de forma usual por uma pessoa. 

Na busca por saúde, um físico diferenciado e um melhor desempenho físico, o apelo por dietas ficou enorme. Em contrapartida, muitos protocolos vão ao extremismo. 

O adequado para um protocolo efetivo e seguro é ser orientado por um nutricionista, entretanto nem sempre é o que ocorre. Algumas pessoas disseminam dietas baseadas em achismos, que podem ao invés de ajudar trazer mais prejuízos. Contudo, um profissional capacitado elabora toda a dieta de acordo com as características e individualidades da pessoa. 

Infelizmente, pessoas com péssimos hábitos alimentares e estilo de vida ruim, buscam resultados imediatos quanto ao físico, cometendo excessos, como dietas extremamentes restritivas. Além de prejudicar a própria saúde, essas dietas tendem a ter pouca eficácia e geram compulsão, podendo ter um resultado reverso.

O que determina o sucesso não é o tipo de dieta

Dessa forma, entender aplicabilidade de cada protocolo e saber distinguir para quem ele se encaixa é algo crucial para o sucesso, não somente o tipo de dieta. No emagrecimento, por exemplo, muitos acreditam que a melhor dieta para este objetivo é o jejum. Porém, já sabemos que o fator crucial para que ocorra a perda de peso é o ambiente energético inserido, aplicando um déficit energético diário de forma crônica. Como consequência, haverá perda de peso independente do tipo da dieta, seja por pool (3h em 3h), jejum, low carb, cetogenica, atkins.

A escolha do cardápio influencia?

A escolha do cardápio é relativa conforme a rotina e objetivo de cada indivíduo. Uma pessoa sem tempo para se alimentar adequadamente, por exemplo, é interessante aumentar a densidade das refeições e espaçar por mais tempo. Já as que são mais sensíveis ao carboidrato, o ideal é apostar num protocolo lowcarb mais adequado. Esse diagnóstico sobre qual protocolo introduzir para determinado objetivo e biotipo do sujeito é feito pelo nutricionista. 

Portanto, a melhor dieta do mundo é aquela que a pessoa consegue fazer. Somente submetendo-se a algo de forma crônica, terá resultados duradouros e efetivos.

Tags : dieta, low carb
categorias : Novidades

Deixe um comentário