Carrinho de compras

0

Seu carrinho de compras está vazio

Vá a loja

OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3

Por: :Iuri Torquato 0 comentários
OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3

Ômega 3 é um ácido graxo que tem como característica o início da sua dupla ligação na posição 3. Dentro de um padrão dietético ocidental, não ocorre com frequência o consumo de alimentos fontes, sendo necessário em muitos casos a sua suplementação na tentativa de suprir a carência deste nutriente nos alimentos.

O balanço inadequado entre o maior consumo de ômega 6 e menor prevalência de ômega 3 gera uma resposta inflamatória, fazendo com que o metabolismo tenha prejuízos e não funcione de forma adequada.

Dito isso, o ômega 3 pode apresentar diversas aplicabilidades e benefícios ao metabolismo, como:

- Inibir processos inflamatórios;

- Diminuir o risco de doenças cardiovasculares;

- Melhorar a função cognitiva;

- Auxiliar no tratamento para diabetes.

 

Metabolização

Quando o metabolizado fica estocado, já gera uma fluidez da membrana. Ou seja, ela se torna mais permeável fazendo com que o receptor se ligue na molécula mais facilmente.

Mediante a demanda metabólica, o ômega é liberado e sofre um processo enzimático. A partir das frações EPA (ácido eicosapentaenóico) e DHA (ácido docosa-hexaenóico) produzem substâncias anti-inflamatórias neuro protectinas, maresinas e protectinas, que resolvem a inflamação.

Além de exercer essa função, o ômega 3 apresenta outros benefícios à saúde humana, sobretudo no tratamento de algumas patologias.

 

Melhora de função cognitiva e ação protetora neuronal

O consumo de ômega 3, mais especificamente das frações EPA e DHA, exerce uma melhora na sua plasticidade neuronal que aumenta os níveis de BDNF (fator neurotrófico derivado do cérebro). Dessa forma, as sinapses têm um melhor desempenho, favorecendo a performance neuronal.

Além disso, a fração DHA também exerce uma função de proteção neuronal, fazendo com que estes neurônios tenham sua integridade menos comprometida.

 

Dislipidemias

Pelo fato de estimular os receptores PPAR - Alpha e gamma, o equilíbrio dietético de ômega 3 favorece a oxidação de glicose e lipídios.

Sendo assim, estimula a captação de triglicerídeos, o que auxilia a fluidez da membrana e a função anti-inflamatória. Este conjunto de fatores melhora um quadro de dislipidemias e reduz o risco de doenças cardiovasculares.

 

Diabetes

Como já citado, o ômega 3 possui efeito anti-inflamatório, sendo um fator positivo para diabetes - doença com características inflamatórias. Outros benefícios importantes:

- Reduz a resistência periférica à insulina;

- Aumenta a utilização de glicose como substrato;

- Controla a glicemia.

Ou seja, o ômega 3 apresenta diversos benefícios para um diabético, sendo um complemento ao tratamento.

Diversos estudos colocam como benéfico o equilíbrio dietético entre o consumo de ômegas 3 e 6, que podem ser utilizados para a promoção da saúde e até mesmo como complemento para o tratamento de algumas patologias.

categorias : Novidades

Deixe um comentário