Carrinho de compras

0

Seu carrinho de compras está vazio

Vá a loja

DIABETES: COMO OS EXERCÍCIOS PODEM AJUDAR E QUAIS SÃO OS CUIDADOS

Por: :Iuri Torquato 0 comentários
DIABETES: COMO OS EXERCÍCIOS PODEM AJUDAR E QUAIS SÃO OS CUIDADOS

A prática de exercícios físicos faz muito bem à saúde. O que muita gente não sabe são os reais benefícios para diabéticos, afinal de contas os treinamentos de força e levantamento de peso contribuem para a redução dos níveis de glicose no sangue.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1 em cada 11 pessoas do mundo tem diabetes. Somente no Brasil houve um aumento de 60% no diagnóstico da doença, entre 2006 e 2016, segundo o Ministério da Saúde.

Existem pelo menos dois tipos de diabetes: 1 e 2.

O primeiro geralmente é identificado na infância e na adolescência - as células responsáveis pela defesa do organismo acabam atacando outras, capazes de sintetizar a insulina. Nesses casos, os pacientes precisam fazer reposição de insulina.

Já o segundo tipo é quando o organismo não produz insulina suficiente para controlar a taxa de açúcar no sangue. Essa categoria representa 90% dos diagnósticos de diabetes no Brasil, contra 10% do tipo 1, causada na maioria das vezes pelo consumo em excesso de açúcar. O aumento do número de diabéticos também coincide com outro crescimento alarmante: o da obesidade.

Para quem é diabético, existem recomendações que ajudam a controlar e a auxiliar o tratamento. Entre as sugestões, está a prática de exercícios físicos. Neste artigo, você vai descobrir quais são as atividades e os cuidados necessários. Veja abaixo.

Fale com o seu médico

Antes de você começar, consulte o seu médico para verificar se você está apto para praticar exercícios físicos. Uma das dicas é levar o seu treino para ele avaliar com mais precisão.

Conheça os efeitos dos treinos aeróbicos e anaeróbicos

Os treinos aeróbicos, como correr, nadar, pedalar e jogar futebol tendem a baixar a glicose na corrente sanguínea de forma mais imediata.

Já os anaeróbicos, como a musculação, fazem o mesmo efeito, porém mantêm a glicemia baixa por tempo mais prolongado.

Defina um horário adequado

Para se exercitar, é importante definir um horário que não coincida com o consumo de medicamentos que baixam a glicose.

Além desse cuidado, você construirá um novo hábito na sua vida, caso mantenha a prática de exercícios físicos no mesmo horário por mais de 66 dias. Saiba como driblar a falta de tempo e incluir treinos em sua rotina.

Leve a carteirinha de diabético

Antes de sair de casa, não esqueça de levar a carteirinha de diabético. Em caso de hipoglicemia, as pessoas ao redor saberão o que fazer.

É importante também medir a glicemia tanto antes quanto depois de praticar os exercícios.

Se puder, leve um sachê de açúcar às disposição, caso a glicemia baixe durante a prática.

Cuidado com os pés

O pé diabético é um dos maiores temores dos pacientes diagnosticados com a doença devido às consequências que podem chegar a amputação.

Para evitar problemas e machucados, use meias e calçados confortáveis.

Depois da atividade física, verifique os pés diariamente para identificar, se houver, possíveis lesões. O não cuidado pode levar à problemas mais graves como a amputação.

Alimente-se

Considere comer uma fonte de carboidrato antes e depois do exercício. Você também pode complementar a alimentação com as barras de proteína Adaptogen. Disponíveis em vários sabores, são snacks preparados para auxiliar a energia e disposição nos treinos.

A alimentação, principalmente os integrais, ajudam a manter os níveis de insulina por longa duração. Portanto, não deixe de se alimentar.

Em resumo, se você for diabético não deixe de praticar exercícios físicos. Além de ser uma prática recomendada pela Organização Mundial da Saúde, ela vai ajudar a controlar os sintomas da doença. Leia mais novidades em nosso blog.

Deixe um comentário