Carrinho de compras

0

Seu carrinho de compras está vazio

Vá a loja

APIMENTANDO SUA SUPLEMENTAÇÃO

Por: :Iuri Torquato 0 comentários
APIMENTANDO SUA SUPLEMENTAÇÃO

Utilizar gordura como principal fonte de energia seria um sonho para muitos, não é? A L-Carnitina se popularizou como um suplemento capaz de auxiliar o organismo a realizar as reações químicas necessárias para que esse efeito seja alcançado.

Podemos citar algumas populações em específico sendo mais beneficiadas com a utilização de L-carnitina como suplemento. Estudos mostram que indivíduos como obesos e diabéticos obtiveram perda de peso com utilização deste suplemento. Assim como indivíduos portadores de síndrome metabólica mostraram maior perda de peso e maior sensação de saciedade. Sendo assim a utilização de L-carnitina pode modular de forma positiva a perda de peso, e otimizar uma melhor composição corporal.

Comer alimentos com alta densidade calórica sem peso ou culpa, pensando que facilmente gastariam esta energia e a predisposição para acúmulo de tecido adiposo (gordura) seria nula, ou no mínimo diminuída. Este cenário funciona se pensarmos em uma melhor composição corpórea, ou seja, estética. Mas utilizar gordura como fonte energética poderia ser também uma boa estratégia para maximizar a performance, sabia? Isso acontece quando esses ácidos graxos livres são utilizados como substrato, criando um efeito poupador de glicogênio, e, como consequência, um melhor rendimento.

COMO UTILIZAR A GORDURA COMO ENERGIA?

Armazenamos gordura na forma de triglicerídeos, que são quebrados em uma molécula de glicerol + três ácidos graxos livres. Esta ‘’quebra’’ chamamos de lipólise, ou seja, mobilização de gordura que pode vir a ser utilizada como substrato energético.

Legal, quebrei a gordura e agora?

Para desempenhar uma função energética, esse ácido graxo livre precisa sofrer ação da betaoxidação, que fragmenta este ácido graxo em pares de carbono, como resultado ofertando mais acetil - coa primeiro elemento do ciclo de krebs, exercendo assim sua função energética.

Um detalhe importante é que a betaoxidação ocorre dentro da mitocôndria, e para esse ácido graxo entrar nela, precisa ser transportado para dentro dessa organela. Para esse processo, temos um mecanismo de transporte, que é feito via L-carnitina associada a estrutura de duas enzimas, CPT1 e CPT2 fazendo o transporte deste ácido graxo para o meio intramitocondrial

 

Utilização de L-Carnitina

Como vimos, a L-Carnitina auxilia nos processos químicos necessários para o nosso corpo conseguir transformar a gordura em fonte de energia e, consequentemente, obter uma maior perda de tecido adiposo.

Otimize seus treinos com L-carnitine Plus, que além de auxiliar no processo de queima de gordura, possui pimenta em sua composição, o que também pode favorecer o processo de emagrecimento, aumentando sua função térmica e auxiliando num maior gasto energético.

Tags : adaptogen
categorias : Novidades

Deixe um comentário